Mídia e machismo em debate

O Olho da Rua realiza, no próximo domingo, dia 2 de dezembro, o seminário “Comunicação pelo fim da violência contra as mulheres”. A atividade será realizada na Casa dos Direitos (Av. Paulino Muller, 200, próximo à Rede A Tribuna, na Ilha de Santa Maria – Vitória), de 8h às 17h.

O seminário, que está sendo organizado em parceria com o Fórum de Mulheres do Espírito Santo, propõe colocar em debate a violência contra as mulheres no Brasil e o papel da mídia na perpetuação de diversos preconceitos, entre eles o machismo.

O levantamento feito pelo “Mapa da Violência 2012 – Homicídio de Mulheres no Brasil” mostra que na última pesquisa, realizada com dados até 2010, o Espírito Santo está em primeiro lugar em casos de homicídio de mulheres. A taxa do estado de 9,4 homicídios em cada 100 mil mulheres, mais que duplica a média nacional (4,6) e quase quadruplica a taxa do Piauí, estado que apresenta o menor índice do país (2,6).

A atividade começa com a palestra da assistente social, integrante do Fórum de Mulheres ES, Nildete Turra, que apresentará um panorama da violência contra as mulheres no país e, em especial, no Espírito Santo. Em seguida será a vez da jornalista e autora do Blog BiDê Brasil, Luka Franca, de São Paulo, que abordará o tema “Mída, mulher e violência: perpetuação ou desconstrução do machismo?”.

Considerando esses dados e compreendendo que a comunicação pode e deve ter como objetivo desconstruir os valores preconceituosos que justificam e legitimam essa violência de gênero em nossa sociedade, é que o Centro de Comunicação e Cultura Popular Olho da Rua irá lançar, no período da tarde, a campanha de contra propaganda “Machismo é violência”. A campanha está sendo desenvolvida em parceria com o Estúdio Cosmonauta, JUUZ Design, integrante do Coletivo Intervozes e militantes da área.

No final do dia, haverá grupos de trabalho para debater e planejar a continuidade e ampliação da campanha e de outras ações de enfrentamento à violência contra as mulheres no ES.

O almoço será servido no local e as inscrições podem ser feitas pelo e-mail contato@olhodarua.org

O seminário faz parte do projeto “Comunicação pelo fim da violência” aprovado no edital de Valorização da Diversidade Cultural Capixaba, da Secretaria de Estado da Cultura do ES.

Anúncios

Construindo a campanha contra violência de gênero a todo vapor

Dia 1. Madrugada pré-feriado. Só gente bacana: é jornalista, publicitária, designer, e porque não artistas. Afinal, de artista e louco, todo nós temos um pouco! Pesquisas feitas. Muitas imagens. Um bocado de informações e um tanto assim ó de ideias e vontade… Tudo isso reunido numa casa aconchegante na sossegada Ponta da Fruta.

Este foi o cenário de realização da terceira reunião da equipe técnica que está responsável pela criação da campanha de contra propaganda do projeto “Comunicação pelo fim da violência contra as mulheres”.

Durante toda a noite compartilhamos uma série de textos, imagens, fotos, dados de pesquisas e debatemos bastante como a representação de gênero na mídia contribui para a perpetuação do machismo em nossa sociedade, legitimando todo um processo de discriminação e violência contra as mulheres.

Se através das propagandas, novelas, revistas, músicas, jornais e outdoors, a mídia contribui para a manutenção e reforço de diversos valores, ideias e práticas machistas, compreendemos que é possível utilizar a comunicação para contribuir num processo inverso: a partir de um questionamento dessas “verdades”, como forma de desconstruir e desnaturalizar determinadas ideias preconceituosas.

O dia quase amanhecendo, o papo fluindo e aos poucos fomos delineando o conceito e a estética da campanha. Em breve, mais informações! Acompanhem por aqui e curtam nossa fanpage! Mais fotos aqui!

A equipe técnica da campanha já tá formada!

No último dia 29, aconteceu, no Espaço Criativo De Casa, a segunda reunião da equipe técnica formada para desenvolver a campanha publicitária do projeto “Comunicação pelo fim da violência”.

A proposta da campanha de contra propaganda é desenvolver peças gráficas que estimulem o debate sobre a violência contra as mulheres, seus porquês e possíveis formas de superação.

A equipe formada está super bacana com a participação do Estúdio Cosmonauta, Juuz Design, integrantes do Coletivo Intervozes e militantes da área. O projeto, escrito pelo Olho da Rua, foi aprovado no edital de Valorização da Diversidade Cultural da Secult/ES.

Aguardem que uma campanha singular está por vir!

O projeto “Comunicação pelo fim da violência” foi aprovado no edital da Secult!

Pra fechar o mês de agosto com chave de ouro, recebemos uma notícia prá lá de boa: o projeto “Comunicação pelo fim da violência”, foi aprovado no edital 06 – Valorização da Diversidade Cultural Capixaba, da Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo (Secult/ES).

A proposta é desenvolver, em parceria com o Fórum de Mulheres do Espírito Santo, uma campanha publicitária de caráter contra hegemônico com o tema da violência contra as mulheres. A campanha vai desde a produção de peças gráficas, que serão lançadas numa estratégia de marketing viral nas redes sociais/internet, até um vídeo teaser e intervenções artísticas pela cidade.

Com o objetivo de contribuir para a articulação de mais pessoas em volta do tema, propomos a realização de um seminário de formação e organização das ações de enfrentamento à violência e de divulgação e ampliação da campanha.

Fiquem ligados e acompanhem a construção da campanha por aqui no nosso blog ou na nossa página no facebook.

Olho da Rua promove Mostra de Vídeo Ambiental em escolas de Vila Velha

O Olho da Rua realiza no mês de junho o projeto “Mostra Escolar de Vídeo Ambiental” que levará, por meio do cinema, o debate sobre preservação do meio ambiente e dos recursos naturais às escolas de Vila Velha, estimulando a conscientização de crianças e adolescentes sobre o tema.

A Mostra será itinerante e passará por três escolas públicas da região de Paul e adjacências – UMEF Tancredo Neves,no dia 14,  UMEF Basílio Costalonga, no dia 21 e UMEF Graciano Neves, no dia 29 de junho.

A programação da mostra conta com cerca de 1 hora de vídeos de animação produzidos em todo o país com a temática ambiental, voltados especialmente para o público jovem e infantil.

De acordo com Karina Moura, uma das responsáveis pelo projeto, a mostra pretende usar o cinema e a arte para promover a conscientização de alunos da rede pública em relação ao meio ambiente buscando, sobretudo, o bem estar das comunidades envolvidas. “Acreditamos que a escola é espaço fundamental para formação de sujeitos que pensem, de maneira saudável, a sua relação com a natureza e com o meio em que vivem. Portanto, além de incentivar uma reflexão geral sobre o meio ambiente, o projeto objetiva também estimular um debate sobre os problemas ambientais enfrentados pelas comunidades e as possíveis contribuições dos próprios moradores na busca por soluções coletivas”, afirma Karina.

Após a exibição dos vídeos será feito um bate papo com os estudantes sobre os temas apresentados e a relação desses temas com a realidade vivida pelos jovens no seu cotidiano.

O projeto acontece no mês de junho em função das comemorações do dia do meio ambiente, celebrado no último dia 05, e faz parte do Programa de Educação Ambiental realizado pela Verve e patrocinado pela Prysmian, em atenção às condicionantes 9, 10 e 12 da LO 357/06.

Olho da Rua começa 2012 de cara nova!

O Olho da Rua iniciou o ano de 2012 com uma série de mudanças e inovações, a começar pelo redesign da identidade visual da instituição. O novo logotivo marca transformações importantes na trajetória da entidade, em especial, seu fortalecimento e consolidação na área de formação e produção de comunicação popular.

A nova identidade além de anunciar os novos rumos do Centro de Comunicação e Cultura Popular Olho da Rua, simboliza também a nossa perspectiva de trabalho: do Olho da Rua pro mundo! Na identidade e no dia a dia, buscamos inverter a lógica centro x periferia, promovendo e valorizando a produção cultural em comunidades populares. Por isso, o símbolo do “olho” ramifica-se do centro para fora. Essa estrutura dinâmica expressa o movimento da periferia como núcleo produtor e as hastes como os produtos de comunicação gerados e disseminados a partir dela.

Renovamos também o nosso site. Agora é possível acessar um conteúdo ainda mais completo sobre a entidade, suas produções e os projetos realizados.

E por falar em projetos, em 2012 o Olho da Rua lança o DVD “Imagens da Rua 2 anos – A periferia pelo nosso olhar”. Resultado de dois anos de realização do projeto de produção audiovisual “Imagens da Rua”, a coletânea apresenta os cinco vídeos produzidos em 2010 e 2011. O lançamento acontece ainda no mês de março e o DVD será distribuído gratuitamente para diversas organizações sociais em todo o Brasil.

Outra novidade que também merece destaque é a qualificação da equipe, que no último ano passou por uma série de formações e capacitações, renovando e ampliando seus conhecimentos na érea técnica de produção de comunicação e na área político-pedagógica.

Com todas essas mudanças e inovações, o Olho da Rua começa o ano com força total para dar continuidade aos projetos, estabelecer novas parcerias, buscar novos sonhos e alcançar resultados ainda maiores.

Zine quentinho!

O fanzine “O funk é responsa” acabou de sair do forno e está prontinho para ser distribuído e devorado! O zine, produzido pela Agência Olho da Rua, é uma realização do Fejunes (Fórum da Juventude Negra do Espírito Santo) que durante seis meses desenvolveu oficinas com jovens integrantes dos Programas Liberdade Assistida (LA) e Prestação de Serviços à Comunidade (PSC), no município da Serra.

Durante as oficinas rolaram diversos debates e reflexões coletivas sobre a violência marcada pelo racismo e por outras opressões vivenciadas, cotidianamente, por esses jovens. O zine é fruto desse rico debate sobre violência e direitos humanos, consciência negra e segurança pública.

Fica a foto pra dar água na boca! Querendo um exemplar, entre em contato com a gente!