O machismo não desce redondo!

Para marcar o 8 de março, lançamos a terceira peça da campanha “Machismo é violência”. A campanha, realizada pelo Olho da Rua em parceria com o Fórum de Mulheres, Estúdio Cosmonauta e Juuz Design, faz parte do projeto, aprovado pela Secult/ES, “Comunicação pelo fim da violência contra as mulheres”.

A questão da mercantilização do corpo feminino é um dos grandes desafios a superar, especialmente no Brasil. O uso recorrente da imagem do corpo feminino em campanhas publicitárias reforça o estereótipo equivocado da mulher como mercadoria, como objeto sexual, reproduzindo discursos e práticas machistas.

A publicidade constantemente expõe as mulheres como um produto para consumo dos homens, seja de forma direta, como nas típicas propagandas de cerveja, ou de forma indireta quando afirmam que é comprando um produto X que elas agradarão aos olhares masculinos e desta forma serão desejadas e felizes.

Apresentadas como objetos de consumo, a publicidade reproduz a ideia de que para ter valor é preciso seguir um padrão. As mulheres apresentadas viram exemplos de perfeição e para atingir este padrão, as mulheres são estimuladas a consumir uma quantidade cada vez maior de produtos e serviços. A busca por esse ideal aprisiona as mulheres na ansiedade do consumismo, adoecendo-as e tornando-as escravas da imagem considerada perfeita.

Neste sentido, a campanha “Machismo é violência” busca denunciar a imposição deste padrão de beleza inatingível e dessa busca pela eterna juventude como sinônimos de felicidade.

Curtam e compartilhem sem moderação!

peça III - machismo é violencia